HISTÓRIA DA PARÓDIA

No início da década de 70, Luís Pinto Coelho, tinha uma loja de antiguidades naquela que é hoje a sala de entrada do bar, onde com o passar do tempo, começou a confraternizar com amigos, dando lugar a muita tertúlia a favor da revolução dos cravos. Só 2 dias após o 25 de Abril o espaço foi oficialmente convertido em bar, de nome "A Paródia" em honra à última revista de sátira de Raphael Bordalo Pinheiro.

Este constituiu-se então como um bar de inspiração vincadamente republicana. Inaugurado numa época política e socialmente complexa, acabou por ser um espaço de convívio comum entre individualidades pertencentes a uma esquerda revolucionária e uma direita temente.

Os anos de 1975 e 1976 foram excitantes, em termos ideológicos, para um bar com sucesso idêntico à Revista que inspirou o seu nome, "A Paródia", nos anos que antecederam à primeira República.
Depois da normalização política assistiu-se a uma ainda maior prosperidade e sucesso como negócio de bar.

A evocação da época de Raphael Bordalo Pinheiro através da presença no espaço de desenhos da Revista "A Paródia", e de outras imagens da comédia portuguesa, constitui um atractivo único e representativo de uma época histórica, bastante contestatária e inconformada.

Fundada no ano de 1900, por Raphael Bordalo Pinheiro e continuada até 1906, já após a sua morte, pelo seu filho Manuel Gustavo, a Revista Semanal “A Paródia”, de cariz crítico e satírico à realidade socio-económica portuguesa, para além do legado do nome ao Bar, acabou também por conferir ao espaço uma certa irreverência e originalidade sempre bem característica e marcante durante os já longos anos de existência.

A decoração do Bar, foi também concebida por Luís Pinto Coelho, autor de alguns dos bares mais conhecidos e com mais história da cidade de Lisboa, como é o caso do Foxtrot, Procópio, o próprio Paródia e por último o Pavilhão Chinês.

O espaço à porta fechada, com ambiente seleccionado, bastante acolhedor e intimista é um tentador convite a largas horas de boa conversa e divertimento, que cativa os apreciadores de um Bar com um serviço atencioso e um espírito descontraído.

Ocasionalmente A Paródia acolhe alguns eventos musicais, leitura de poesia, teatro, workshops variados, entre outros.

Uma história curiosa, em que os actores principais são aqueles que nos dão o prazer da sua visita, a esta verdadeira Paródia, desde 1974 sempre à sua espera.